Consulta Saldo e Cadastro Nota Fiscal Paulista

Quem usa a Nota Fiscal Paulista sabe que só tem a ganhar: o simples ato de incluir seu CPF na nota fiscal de qualquer compra beneficia todo um sistema, já que o governo consegue controlar melhor o que circula pelo estado; os produtos sofrem sua taxação correta; os comerciantes ganham ao ter de guardar documentos por menos tempo, e o cidadão pode receber parte do dinheiro gasto de volta, tanto em dinheiro, como em restituição, ou mesmo numa bolada sorteada pela Secretaria. Aprenda melhor como funciona este processo agora.

Nota Fiscal Paulista

Consulta saldo e cadastro Nota Fiscal Paulista aberta à todos

Antes de mais nada, é sempre importante esclarecer: a Nota Fiscal Paulista é aberta a qualquer cidadão de todo o país, e estes podem usufruir de todos os benefícios. Porém o serviço só é válido em compras em estabelecimentos no estado de São Paulo. Se você é mineiro ou carioca e costuma efetuar compras com frequência no estado de São Paulo, aproveite este benefício.

Para participar não é necessário cadastro, mas para conferir a situação do seu CPF, o quanto ele tem disponível, entre outras coisas, é necessário inserir seus dados no site criado pela Secretaria da Fazenda paulista (http://www.nfp.fazenda.sp.gov.br/) para este assunto. Clique, no canto esquerdo, em “Acesso ao sistema” e, caso você ainda não seja cadastrado, clique na opção correspondente em “Novos Cadastros”. Após se cadastrar você terá acesso à central da NFP, onde um histórico mostrará as notas fiscais vinculadas ao seu CPF ou CNPJ, além do valor disponível para resgate e a forma como você poderá fazê-lo.

Nota-Fiscal-PaulistaQuanto ao saldo, existem diversas formas dele ser recuperado: o contribuinte pode descontá-lo diretamente em impostos como o IPVA, ou então pode tê-lo em espécie, depositado em conta corrente ou poupança – desde que esta conta tenha a mesma titularidade do CPF.

Atenção!

O sistema da Nota Fiscal Paulista é bastante prático, mas admite poucos erros. Preencha os dados com cuidado, não se esquecendo de nada; e escolha uma senha na qual você se lembre com facilidade e que seja segura. Caso isso não ocorra, as chances do seu cadastro ser bloqueado apenas aumentam – e o caminho para desbloquear é gigantesco, tendo de enviar documentos para os órgãos responsáveis. Então cuidado!